Cursos Italiano Jurídico 2018

Descendentes Trentinos de quatro países reúnem-se na Serra Gaúcha

O evento é promovido na semana do Dia Nacional do Imigrante Italiano, anualmente comemorado em 21 de fevereiro.

O Segundo Encontro Regional Trentino e a Terceira Reunião da Rede Trentina de Universidades será realizado de 22 a 25 de fevereiro, nas cidades de Caxias do Sul, Flores da Cunha, Garibaldi e Bento Gonçalves. A organização é da Coordenação dos Círculos Trentinos do Rio Grande do Sul, em parceria com a Universidade de Caxias do Sul (UCS).

O programa do evento prevê a assinatura de acordos bilaterais entre as universidades que integram o grupo, a troca de informações entre os Círculos Trentinos do Rio Grande do Sul, da região centro da Argentina e do Uruguai, além de visitas técnicas e atividades de confraternização.

A abertura oficial será no Salão de Atos da UCS, no sábado (24), às 9h, com a palestra “Sociedades italianas e escolas étnicas no Rio Grande do Sul”, proferida pelo professor Gelson Leonardo Rech. A seguir, acontecerá o painel “Rede Trentina de Universidades, fator de integração educacional entre Brasil, Argentina, Uruguai e Itália”, com reitores das universidades conveniadas e outros convidados.

Círculos Trentinos

Promover a integração entre Círculos Trentinos do Rio Grande do Sul, da Argentina e do Uruguai e fomentar a realização de programas de intercâmbio cultural e de cooperação econômica destinados aos descendentes trentinos.

Este será o mote do Segundo Encontro Regional Trentino na sexta-feira (23), na sede do Círculo Trentino de Caxias do Sul, no Ponto de Cultura Casa das Etnias, a partir das 17h30.

Segundo a coordenadora dos Círculos Trentinos do Rio Grande do Sul, Elisete Bertollo, responsável pela realização do evento, o encontro irá oportunizar a troca de informações entre os presidentes das entidades, além favorecer o resgate e a preservação da cultura e dos valores trentinos, ligados ao apoio mútuo e à colaboração.

– A nossa proposta é que os presidentes dos Círculos Trentinos se conheçam, mantenham contato entre si e, assim, passem a definir objetivos comuns para a realização de um trabalho conjunto – explica Elisete Bertollo.

Entre as autoridades confirmadas, irão participar da reunião Cesare Ciola, vice-presidente da Associazione Trentini nel Mondo (Itália); Armando Maistri, conselheiro da Associazione Trentini nel Mondo (Itália); Giuseppe Zorzi, representando Ugo Rossi, presidente da Província Autônoma de Trento (Itália); Roberto Paolazzi, coordenador da Associazione Trentini nel Mondo da América do Sul (Argentina); Carlos Trentin, coordenador da Associação Trentini nel Mondo da Região Centro (Argentina); Jorge Zás Fernández, coordenador da Associação Trentini nel Mondo (Uruguai).

Também estarão presentes, os presidentes dos Círculos Trentinos de Montevidéu, Carmelo, Colônia de Sacramento e Rivera-Livramento (Uruguai); de Buenos Aires, Mar del Plata, La Plata, Zarate e Chajary (Argentina); e de Caxias do Sul, Garibaldi, Santa Maria, Bento Gonçalves, Gramado, Porto Alegre, Tapejara, Sananduva, Três de Maio e São Valentim do Sul (Rio Grande do Sul – Brasil).

O Primeiro Encontro Regional Trentino ocorreu em Montevidéu, em 14 e 15 de maio de 2016.

Rede Trentina de Universidades

A Rede Trentina de Universidades é hoje composta pelas instituições UniTrento – Università degli Studi di Trento (Itália),  UDE – Universidad de la Empresa (Uruguai), UNMdP – Universidad Nacional de Mar del Plata (Argentina), UTN – Facultad Regional Delta (Argentina), UFLO- Universidad de Flores (Argentina), UNC Universidad Nacional de Córdoba (Argentina) e UCS – Universidade de Caxias do Sul (Brasil).

A iniciativa da criação do grupo ocorreu durante a realização do Primeiro Encontro Regional Trentino, em maio de 2016, em Montevidéu. O objetivo é o de congregar universidades latino-americanas, visando promover a colaboração acadêmica nos níveis de graduação e pós-graduação, facilitando a mobilidade de estudantes, professores e pesquisadores ligados às instituições que integram o acordo. Levou-se em consideração o grande número de descendentes trentinos que habitam nessa região.

Implementar projetos conjuntos de pesquisa e criar programas de educação à distância são alguns dos objetivos da rede. Também, facilitar a divulgação cultural e científica entre as instituições, articular de forma recíproca a visita de acadêmicos e pesquisadores e criar canais comuns de comunicação por meio da Internet.

O Segundo Encontro da Rede Trentina de Universidades aconteceu na Universidade Nacional de Mar del Plata, Argentina, nos dias 15 e 16 de agosto de 2017.

UCS – Universidade de Caxias do Sul

A UCS – Universidade de Caxias do Sul é a primeira universidade brasileira a integrar o convênio.

Criada em 1967, a UCS é a mais antiga instituição de Ensino Superior da região nordeste do Rio Grande do Sul. Atualmente, a universidade possui em torno de 30 mil estudantes, entre os 78 cursos de graduação, 70 cursos de especialização, 15 programas de pós-graduação Stricto Sensu, com 16 Mestrados e 8 Doutorados.

Ingressos

A comunidade poderá participar dos eventos dos dias 24 e 25, conforme a programação. As palestras são gratuitas. Os ingressos para os almoços são pagos e devem ser solicitados, antecipadamente, com Sirlei Bertollo sirleii@yahoo.com.br, whatsapp: 54-99114.7882 (Caxias do Sul) e Sandro Giordani, 54-99142-7711 (Bento Gonçalves).

Patrocinadores do evento

Emata - Empresa Atlântica Agrícola Pastoril (Itacaré – BA)
Edulingua – Laboratorio di Lingua e Cultura Italiana (San Severino Marche-Italia)
Orquídea - Tondo S/A (Caxias do Sul)
Roseflor Alimentos - Moinhos Galópolis S.A (Caxias do Sul)  
Cooperativa Agroindustrial Nova Aliança Ltda  (Flores da Cunha)   
Cooperativa Vinícola Garibaldi (Garibaldi)
Floricultura Guarany (Caxias do Sul)
Coisas de Jardim Floricultura (Caxias do Sul)

Imigração Trentina

A região da Província Autônoma de Trento está localizada no extremo norte da Itália. O idioma predominante é o italiano, seguido do ladino (língua latina falada em Val di Fassa, Val di Non e Val di Sole) e do alemão (ainda falado em Val dei Mòcheni e Luserna).

Politicamente, a Província Autônoma de Trento está unida à Província Autônoma de Bolzano que, juntas, formam a Região Autônoma Trentino-Alto Adige/Südtirol. A região é a porção meridional do Tirol que até 1918 permaneceu unida ao Tirol Setentrional (Nordtirol / Osttirol), atual Áustria. Enquanto a língua do Trentino é historicamente a italiana, a língua do Südtirol é o alemão, assim como no Tirol austríaco.

O número de trentinos que imigraram para o Brasil, no período das grandes levas imigratórias, aproxima-se dos trinta mil. Uma parte desses imigrantes seguiu para as lavouras de café de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Houve também uma pequena imigração na Bahia (Salvador), mas a maioria seguiu para o Sul, sobretudo para Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Hoje, o número de descendentes trentinos alcança 3 milhões de pessoas, o que corresponde a 10% da população de descendentes de italianos do Brasil. (Com informações de Everton Altmayer – Diretor de Cultura do Circolo Trentino di São Paulo).



0 Comentários


Seu comentário

  • Oriundi

    Giornalismo fatto con passione