Cursos Italiano Jurídico 2018

Visita a Nápoles: Cimitero delle Fontanelle

O Cimitero delle Fontanelle é um ex-ossuário com mais de 3.000 metros quadrados e contém os restos de um número desconhecido de pessoas. Ele está localizado no bairro Sanità, um dos mais pobres economicamente, porém dos mais ricos em história e tradição napolitana. 

O Cemitério Fontanelle é um lugar único no mundo e, portanto, merece ser visitado absolutamente por aqueles que visitam a cidade de Nápoles.

História

Em Nápoles, no século XVII, no populoso quartiere della Sanità, contínuas emergências cemiteriais transformaram uma velha gruta no maior ossuário da cidade: o Camposanto delle Fontanelle foi o mais conhecido dos subterrâneos históricos de Nápoles pelas dimensões e intensidade e de grande culto popular.

Seis cavernas escassamente iluminadas custodiavam em parte os restos de um impressionante número de napolitanos flagelados pela violenta epidemia de peste deflagrada sobre a cidade. Os meses de abril e julho de 1656 registraram até 1.500 mortos ao dia. Os cemitérios estavam saturados, como os de S. Agostino della Zeca e o de S. Patrizia.

Em vista disso, deram início às escavações de grandes fossas comuns, pelas estradas e praças. Porém, não foram suficientes e foi necessária a utilização das cavernas das fontanelle. Os mortos foram ali colocados sem enterro, em vista do grande número de corpos. 

O ossuário das Fontanelas passou a receber milhares de cadáveres de vítimas da peste e foi necessário murar o ingresso para consentir a decomposição. Presume-se que as vítimas da peste atingiram o número de 240 a 270 mil mortos.

No século XVII, com as disposições das autoridades civis e eclesiásticas, foram realizados leprosários para o tratamento dos acometidos pela doença e foi assegurada a imediata sepultura dos cadáveres. O campo santo, após a metade do mesmo século, retomou a sua antiga função. Abertas as cavernas, reordenados os despojos ali outrora colocados, o cemitério das Fontanelas passa a receber corpos provenientes de cemitérios já com lotação esgotada. Surge, assim, a necessidade de uma utilização mais racional das cavernas.

Em 1763, Ferdinando di Borbone ordenou a construção do cemitério Trivico no borgo de S. Antonio Abate, com 360 fossas comuns, uma para cada dia do calendário - solução que se mostrou ineficaz e inadequada. Após apenas um ano, retoma-se o envio de cadáveres para as cavernas.

No final dos anos de 1700, o Cemitério das Fontanelas era já no limite da saturação. Em 1804, período napoleônico em que vigorava o édito S. Claude, era proibido sepultar dentro dos muros da cidade e, portanto, todos os cadáveres deviam ser transportados para fora da cidade.  

Em 1836, com a difusão da cólera, doença muito contagiosa, Ferdinando di Borbone aprovou o projeto de um grande templo funerário subterrâneo para a cidade, na colina Poggio Reale.

Assim, em 1836, deu-se início à realização de fossas individuais assim como de capelas e monumentos aristocráticos.

Nos últimos anos do século XIX, com a plena funcionalidade da colina real, o problema foi definitivamente superado. Em 1852, algumas escavações efetuadas na via Toledo trouxeram á luz uma imensa quantidade de ossos provenientes da peste de 1656. Uma lápide colocada na segunda caverna recorda que no biênio 1852-1853, o campo santo acolheu os restos desta enorme fossa de Toledo.

Em março de 1872, o cemitério foi aberto ao público. Em 1884, o cemitário foi reformado, abrindo-se janelas para que o ossuário recebesse ar e luz. Os ossos reunidos foram organizados de forma decorosa e civil, permitindo que no centro das cavernas fossem realizadas procissões religiosas. 

Em 13 de maio de 1877, pela primeira vez foi celebrada uma festa em homenagem à Santa Cruz com uma missa ministrada pelo cardeal Riardo Sforza.

Cemiterio delle Fontanelle: Informações para visita

Endereço: via Fontanelle 80, Nápoles - no distrito de Sanità.

Horários de abertura e fechamento: de domingo a sexta, das 10h00 às 17h00. Fechado aos sábados.

Telefone: 081 19703197.

A entrada para o Cemitério da Fontanelle é gratuita.

É permitido fazer fotos, desde que sem flash. Filmagens não profissionais são liberadas.

A reserva para a visita não é necessária.

O local permite a visita de crianças acompanhadas pelos responsáveis.

Animais de estimação de pequeno porte também são permitidos.

http://www.cimiterofontanelle.com/it/ 



0 Comentários


Seu comentário