Facebook

Governo do RS celebra os 95 anos do Palácio Piratini

O governo do Estado comemora, nesta terça-feira (24), os 95 anos do Palácio Piratini - sede do Executivo estadual. A celebração, a partir das 17h, contará com pronunciamento do governador, seguido de apresentação da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa), no Salão Negrinho do Pastoreio. Após, os convidados para o evento conhecerão a exposição fotográfica "Palácio Piratini: Arquitetura e Memória".

A construção do prédio, uma das principais atrações arquitetônicas de Porto Alegre e do estado, em estilo neoclássico e materiais importados, iniciou-se em 1896, mas teve de ser interrompida em diversos momentos. Em maio de 1921, há exatos 95 anos, o prédio pôde finalmente ser ocupado, mas sem inauguração oficial, pois boa parte das obras ainda não estavam prontas. 

Somente em 1945 foram reiniciadas as obras de decoração interna. E, em 1951, o italiano Aldo Locatelli foi contratado para pintar os vários murais que adornam os salões e contam a história rio-grandense. Em 1955, o governador Ildo Meneghetti concedeu, por decreto, o nome de Palácio Piratini à sede do governo gaúcho, em homenagem a primeira capital da República Rio-Grandense.

Em 1961, o Piratini teve um de seus momentos mais marcantes de sua história, ao tornar-se símbolo do movimento de resistência liderado pelo então governador Leonel Brizola, conhecido como Campanha da Legalidade. O governo federal chegou a autorizar o bombardeio do palácio, mas a ordem não foi acatada pelos soldados da Base Aérea de Canoas. Naquela ocasião, cerca de 30 mil pessoas estavam acampadas na Parça da Matriz, pedindo a posse do vice João Goulart na presidência da República. Fonte: Redação/Secom

Assista aqui o vídeo sobre a história do Palácio Piratini