Facebook

Confindustria  confirma a estagnação da economia italiana

Os prognósticos dos especialistas da Cofindustria sobre a probabilidade de uma Itália em risco de recessão vão ao encontro das previsões também pouco otimistas, recentemente divulgadas pelo ISTAT (Istituto Nazionale di Statistica).

O  Centro de Estudos da Confindustria, em seu "Relatório de previsão sobre os cenários da economia e da política econômica da Itália - outono de 2019" confirma a estagnação substancial da economia italiana, já descrita em seu relatório anterior. Segundo a entidade, mais do que no passado, muito dependerá das escolhas da política econômica e, em particular, de como o Parlamento italiano modificará a legislação atual, que prevê um aumento do IVA e dos impostos especiais de consumo de 23,1 bilhões de euros a partir de 1 de janeiro de 2020.

"A economia italiana, portanto, ainda está no limiar do crescimento zero , correndo o risco de cair em recessão diante de eventuais novos choques que, sobretudo ligados ao mercado externo, são sempre possíveis, como mostra o nível muito alto de incerteza presente hoje nos mercados", afirma o relatório. 

A Confederação Geral da Indústria Italiana (Confederazione generale dell'industria italiana), conhecida como Confindustria, foi fundada em 1910 e reúne empregadores italianos e a câmara de comércio nacional. Agrupa mais de 113.000 empresas voluntárias, representando cerca de 4.200.000 indivíduos.

Para ler a versão completa do Relatório CSC e o resumo, você pode clicar neste link http://bit.ly/Rapporto_CSC_ott19