Facebook

Ospa recebe violinista italiano

Em seu 10º Concerto Oficial, a Ospa divide o palco do Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa com o renomado violinista italiano, e apresenta pela primeira vez em Porto Alegre obra dedicada a ele. Exímio violinista italiano, Emmanuele Baldini mudou-se para o Brasil em 2005 para assumir o cargo de spalla da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp). De lá para cá, esteve inúmeras vezes no Rio Grande do Sul, e aqui fez muitos amigos. Um deles é o compositor Dimitri Cervo, a quem o instrumentista pediu um concerto para violino no ano passado. “O resultado foi uma peça realmente linda, que em sua estreia na Bahia fez um sucesso estrondoso, o mesmo que, tenho certeza, fará a sua segunda execução, em Porto Alegre”, prevê Baldini.

Vencedor de diversos concursos internacionais, Baldini estabeleceu-se como um dos grandes talentos de seu país. A convite de John Neschling, ex-maestro e diretor artístico da Osesp, veio conhecer a orquestra brasileira e decidiu ficar no país. “No Brasil tenho a oportunidade de fazer um trabalho de divulgação da música de concerto, que procuro levar aos mais diferentes lugares”, conta Baldini, que acaba de se apresentar em Fortaleza e Belém, antes de vir à capital gaúcha.

Com a Ospa, ele apresenta obras de Cervo (Santa Maria-RS, 1968), Giovanni Battista Viotti (Itália, 1755 – Londres, 1824) e Ludwig van Beethoven (Alemanha, 1771 – Áustria, 1827). “É um programa intenso, muito poético, mas não dramático”, resume o solista e regente.

O “Concerto para violino e orquestra de cordas” insere-se na obra de Cervo dentro da Série Brasil 2010, conjunto de composições para instrumentos solistas e orquestras de diferentes tamanhos, que desenvolvem uma estética hibridizada a partir de diversas influências, através de citação, autocitação e relações intertextuais. Estreado em 2012 pela Orquestra Sinfônica da Bahia, o concerto agora ganha sua primeira apresentação em Porto Alegre, onde o compositor reside.

O programa segue com o “Concerto para violino nº 22″, de Viotti, compositor-violinista autor de 29 concertos para seu instrumento, mas que, no limiar do Romantismo, ficou um tanto obscurecido. Daí que sua obra não seja tão conhecida nos nossos dias. Seus últimos dez concertos, entre eles o de número 22, foram escritos em Londres e são produto de sua completa maturidade.

O 10º Concerto Oficial da Ospa termina destacando o lado alegre e sereno da música de Beethoven, com a “Sinfonia nº 4″, a menos dramática e pessimista das produções do compositor no gênero. Entre a “Eroica” e a famosa “Sinfonia n º 5″, a quarta acabou ofuscada, sendo considerada uma obra intermediária. Nela, Beethoven temporariamente deixou de lado as emoções tempestuosas, voltando-se para uma expressão mais reservada e clássica.

A Ospa é uma das fundações vinculadas à Secretaria de Estado da Cultura. Os concertos da temporada 2013 são patrocinados, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, por Vonpar, Ipiranga, Gerdau, Souza Cruz e Brasília Guaíba. A realização é da Ospa, Fundação Cultural Pablo Komlós e Secretaria de Estado da Cultura – Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Serviço:

O que: 10º Concerto Oficial da Ospa

Quando: Dia 11 de junho (terça-feira), às 20h30

Onde: Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa (Praça Marechal Deodoro, Centro, Porto Alegre-RS).

Ingressos: À venda na local na segunda-feira (10/06), das 11h às 18h, e na terça-feira (11/06), das 11h até o horário do espetáculo.

Valores: R$ 20 (público em geral) e R$ 10 (estudantes, seniores e titulares do Clube do Assinante ZH).