Facebook Curtir

A obra de Franco Zeffirelli, marca da excelência italiana no mundo

Publicamos, nesta semana, a notícia enviada por nossa correspondente, a jornalista italiana Nicoletta Curradi, sobre a abertura em Florença do “Centro Internazionale per le Arti dello Spettacolo” (CIAS) della Fondazione Franco Zeffirelli Onlus, em homenagem aos 70 anos de carreira do renomado diretor de cinema italiano. 

Leia aqui a matéria (em italiano)

O evento não contou com a presença de Zeffirelli, hoje com 94 anos, pois ele estava internado em uma clínica em Roma para checar uma possível pneumonia. 

Filmes como Romeu e Julieta (1968), Jesus de Nazaré (1977), Irmão Sol, Irmão Lua (1972), O Campeão (1979), Amor sem Fim (1981) marcaram toda uma geração.

Então, propomos aos leitores dedicar alguns minutos para conhecer ou lembrar a valorosa obra deste grande regista italiano chamado Franco Zeffirelli. 

Sobre a obra de Franco Zeffirelli

Gianfranco Corsi Zeffirelli, mais conhecido como Franco Zeffirelli, nasceu em Florença, em 12 de fevereiro de 1923. Além de cineasta foi cenógrafo e diretor de teatro, com montagens de óperas de sucesso nos anos cinqüenta. Também atuou na vida política, tendo sido eleito senador (1994 a 1996 e 1996 a 2001) por Catânia, filiado ao partido Força Itália.

Criador de obras caracterizadas por uma estética forte, Franco Zeffirelli (nascido Gianfranco Corsi Zeffirelli) nasceu em Florença, em 12 de fevereiro de 1923. Ele fez sua estréia como cenógrafo teatral para Luchino Visconti e, entre os anos 40 e 50, tornou-se o assistente de diretores renomados, tais como Michelangelo Antonioni, Vittorio de Sica, Roberto Rossellini e o mesmo Luchino Visconti. Seu trabalho tem variado em vários campos, do teatro ao cinema, e também a televisão, e em cada um deles sempre muito bem sucedido.

Após a sua estréia como diretor de cinema em "Camping" (1957), Zeffirelli foi distinguido por adaptações luxuosas de textos de Shakespeare, como "A Megera Domada" (1967), com Elizabeth Taylor e Richard Burton, e "Romeu e Julieta” (1968), com Leonard Whiting e Olivia Hussey - que na década de 70 seria a Maria, esposa de José, em "Jesus de Nazaré". 

Em 1972, Franco Zeffirelli dirigiu "Irmão Sol, Irmã Lua" sobre a vida de São Francisco de Assis e, logo depois, tornou-se a força criativa que dirigiu o colossal "Jesus Nazaré", co-produção da RAI italiana e a britânica ITC - International Television Corporação, transmitida pela TV em 1977, após quatro anos de filmagens realizadas entre a Tunísia, o Marrocos e os estúdios Cinecittà, em Roma.

O enorme sucesso desta grande obra consagrou Zeffirelli mundialmente e, em 23 de abril desse mesmo ano, ele recebeu a honraria de Grande Oficial da Ordem ao Mérito da República italiana, por iniciativa do Presidente da República.

No período seguinte, para além do tocante "O Campião" (1979), com Jon Voight e Faye Dunaway, e "Amor sem Fim" (1981), com Brooke Shields e Martin Hewitt, Franco Zeffirelli passou a se dedicar a filmes baseados em célebres óperas, como "Pagliacci" (1982), "Cavalleria rusticana", também em 1982, e "Otelo" (1986). Em 1988 ele fez "O jovem Toscanini", com C. Thomas Howell e Elizabeth Taylor e, em 1990, "Hamlet", com Mel Gibson e Glenn close. Em 1992, ele torna à ópera com "Don Carlo", estrelado por Luciano Pavarotti, e, em seguida, dirige "Storia di una capinera" ( "Sparrow"), em 1993, "Jane Eyre", em 1996, "Um chá com Mussolini", em 1999, e "Callas Forever", em 2002.

O seu último filme para o cinema, em 2002, “Callas Forever”, conta parte da história da cantora lírica Maria Callas, que foi interpretada pela atriz Fanny Ardant e Jeremy Irons como Larry Kelly. O filme recebeu uma indicação ao Prêmio Goya, na categoria de Melhor Figurino. Entre 2003 a 2006, Zeffirelli atuou com em alguns estágios na direção e produção de óperas para telefilmes como “La Bohème” (2003), “Carmen” (2003) e “Aida” em 2006.

De 2009 é o documentário "Omaggio a Roma". O filme, feito em colaboração com o município de Roma e o Ministério do Turismo, foi apresentado como um evento especial no festival de cinema de Roma. Participaram como intérpretes o tenor Andrea Bocelli e a atriz Monica Bellucci que reviveram, na obra, a magia da cidade suspensa entre passado e futuro.

"Florença", sua cidade natal, também esteve sob as lentes de Zeffirelli, como parte do projeto intitulado "12 diretores para 12 cidades", produzido para a Copa do Mundo na Itália, em 1990. Neste filme curto, com pouco mais de nove minutos de duração, um jogo de futebol florentino reconstituído em trajes de época. 

A obra de Franco Zeffirelli é, inegavelmente, uma das maiores referências da excelência italiana no mundo.  

Conheça aqui o site oficial de Franco Zeffirelli
http://www.francozeffirelli.it/

Filmes de Franco Zeffirelli para assistir no Youtube

Jesus de Nazaré (1977)
Duração 04:59:17 - Dublado

Romeu e Julieta
Duração: 02:18:14 - Em inglês
(pago)

Pagliacci
Duração 01:11:08 – Em italiano

Cavalleria Rusticana (1981)
Duração 01:09:34 - Em Italiano

Discovering Rome By Franco Zeffirelli 
Duração 16:17 - Em italiano

Firenze
Duração 09:17 – Em italiano



0 Comentários


Seu comentário

  • Oriundi

    Giornalismo fatto con passione