Facebook

Estilo Ravenna: mosaico embeleza fonte em Laguna

Nesta semana foi instalado o quadro de mosaico desenvolvido pelos estudantes coordenados por professores italianos. A parede da Fonte da Carioca terá o quadro criado durante o curso internacional de mosaico.

Características culturais e naturais do município estão representados em pequenas peças de azulejos, pedras e vidros na peça de 150 quilos. Próximo passo é restaurar pequenas partes do trabalho, que teve algumas peças descoladas devido o transporte.

Em maio de 2011, os três melhores alunos do curso internacional de mosaico estiveram na Itália fazendo estágio.

As aulas foram realizadas em Ravenna, na região que aperfeiçoou a técnica do mosaico bizantino e moderno.

O professor de projetos sociais, Antônio Jacinto; a estudante de Arquitetura da Udesc, Luíza Ferrazoli e a artesã Sandra Kelly ficaram 12 dias conhecendo a Escola Internacional de Mosaico de Ravenna. A permanência do grupo na Itália foi custeado pela escola com contribuição do Governo Municipal.

Em outubro de 2010, dois professores italianos, Deborah Matte e Valentino Montanaro, estiveram em Laguna oferecendo gratuitamente a técnica.

O curso faz parte do intercâmbio cultural e econômico estabelecido em 2009, entre as cidades de Laguna e Ravenna (Itália). Dentro da proposta curricular foram passadas as antigas técnicas utilizadas pelos gregos e romanos.

O mosaico de Ravenna tornou-se o mais respeitado no mundo desde a antiguidade, eles desenvolveram técnicas e formas de entalhamentos, decorando os tetos das igrejas, e criaram painéis para embelezar as cidades italianas, desde a época medieval.

As aulas foram ministradas no período da manhã e tarde, com vídeos e exercícios práticos, utilizando o martelo que moldava os pequenos pedaços de cerâmica, vidro, pedra, tijolos e outros materiais de construção reaproveitáveis. Os alunos receberam certificado assinado pelos professores da Escola Internacional de Mosaico de Ravenna e pela Secretaria Municipal de Educação e Esportes.

Neste ano, devido a repercussão do caso Battisti entre Itália e Brasil, foi cogitado a suspensão do acordo internacional entre Laguna e Ravenna. De acordo com o prefeito Célio Antônio, até o momento o município não foi comunicado oficialmente sobre a decisão da cidade italiana.