Cursos Italiano Jurídico 2018

Encontro Trentino firma diretrizes e anuncia reunião para 2019

Aproximar os Círculos Trentinos do Rio Grande do Sul, do Uruguai e da Argentina. Propiciar a troca de informações entre as associações. Oportunizar a apresentação das atividades que vêm sendo realizadas, por cada uma dessas entidades, na promoção da língua e da cultura italiana. 

Elaborar propostas, sugerir projetos e firmar diretrizes para viabilizar os programas de intercâmbio, envolvendo estudantes, professores e pesquisadores das instituições de ensino que integram a Rede Trentina de Universidades.  
 
Esses foram objetivos alcançados no âmbito do Segundo Encontro Regional Trentino e Terceira Reunião da Rede Trentina de Universidades, evento que congregou lideranças trentinas de quatro países, na Serra Gaúcha, de 22 a 25 de fevereiro. O primeiro encontro aconteceu em Montevidéu, no Uruguai, entre 13 e 15 de maio de 2016. 

A organização foi da coordenação dos Círculos Trentinos do Rio Grande do Sul e do Círculo Trentino de Caxias do Sul, com a colaboração dos Círculos Trentinos de Garibaldi e de Bento Gonçalves. 

A próxima reunião da série de encontros trentinos será feita na Argentina, em 2020. Já as universidades que fazem parte da Rede Trentina terão uma nova sessão de trabalhos na Università degli Studi di Trento (UniTrento), na cidade de Trento, na Itália, marcada para acontecer em setembro de 2019.

Conferência na UCS com membros da Rede Trentina de Universidades

O primeiro dia do evento (22) foi dedicado à Rede Trentina de Universidades, com uma conferência na Reitoria da Universidade de Caxias do Sul (UCS). A UCS é a primeira instituição de ensino superior brasileira a integrar a Rede Trentina de Universidades. 

Na reunião, foram estabelecidas ações para possibilitar o intercâmbio de estudantes e docentes da rede. Cada instituição ficou incumbida de determinar as áreas de pesquisa que terão um futuro compartilhamento. E também de verificar as variantes dos programas de mobilidade acadêmica, já existentes. 

Investir na mobilidade virtual para a troca de conhecimentos à distância, além da forma presencial, foi uma das sugestões apresentadas. Isso por se tratar de uma opção acessível, financeiramente, a alunos e professores.

Foi sugerida, também, a criação da Academia de Cozinha Trentina, a exemplo da Semana da Cozinha Italiana no Mundo, e a criação de eventos internacionais, com a possibilidade de financiamentos.

Ao término da conferência, os reitores e representantes das universidades comprometeram-se a dar agilidade à execução das propostas aferidas no encontro. Ainda, de promoverem a valorização do idioma italiano no ambiente universitário.

As proposições serão transformadas em um acordo entre as instituições, com a elaboração de um documento que será finalizado nos próximos meses.

Foi definido que a próxima reunião da Rede Trentina de Universidades irá ocorrer na Università degli Studi di Trento, em Trento, na Itália, em setembro de 2019, e servirá para apresentar os resultados dos trabalhos realizados até lá.

Participaram da conferência, Cesare Ciola, vice-presidente da Associazione Trentini nel Mondo, na Itália; Armando Maistri, conselheiro da Associazione Trentini nel Mondo, na Itália; Roberto Paolazzi, coordenador da Associazione Trentini nel Mondo da América do Sul, na Argentina; Maurizio Marchese, Pró-reitor de Desenvolvimento Internacional da Universidade de Trento, na Itália; Roberto Napoli, Assessor da Reitoria da Universidade de Trento, na Itália; Roberto Brezzo, reitor da Universidad de la Empresa, no Uruguai; Maria Laura Vera Righi, consultora da Província Autônoma de Trento, no Uruguai; Carlos Trentin, coordenador da Associazione Trentini nel Mondo Argentina Região Centro e representando a Universidad Nacional de Mar del Plata; Sergio Prego, representante da Facultad Delta de Campana, Argentina; Giuseppe Zorzi, representante do presidente Ugo Rossi, da Província Autônoma de Trento; Jorge Zás Fernández, coordenador da Associazione Trentini nel Mondo, no Uruguai; Elisete Bertollo, coordenadora da Associazione Trentini nel Mondo do Rio Grande do Sul, Brasil; e João Félix Andreis, presidente do Círculo Trentino de Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil. 

Da UCS, além do reitor Evaldo Antônio Kuiava, estiveram presentes o chefe de gabinete da Reitoria, Gelson Leonardo Rech, e a coordenadora da Assessoria de Relações Internacionais, Fabíola Carla Sartori.

A comitiva encerrou o dia com um jantar, na Escola de Gastronomia UCS, em Flores da Cunha.

Segundo Encontro Regional Trentino

O Segundo Encontro Regional Trentino, no dia 23, reuniu presidentes de círculos trentinos do Rio Grande do Sul, do Uruguai e da Argentina, além de representantes da Associazione Trentini nel Mondo, da Università degli Studi di Trento e da Província Autônoma de Trento, da Itália. A solenidade aconteceu no Ponto de Cultura Casa das Etnias, sede do Círculo Trentino de Caxias do Sul.

Após a apresentação do grupo teatral Miseri Coloni, os trabalhos foram abertos por Elisete Bertollo, coordenadora da Associazione Trentini nel Mondo do Rio Grande do Sul. A dirigente, ao saudar os representantes das entidades presentes, falou sobre a importância do trabalho que vem sendo realizado pelos círculos trentinos na América do Sul, nas áreas da cultura, da educação e do apoio mútuo. Bertollo, além disso, disse ser uma satisfação receber os círculos trentinos em Caxias do Sul, cidade que é berço da imigração italiana no estado do Rio Grande do Sul. 

Já o presidente do Círculo Trentino de Caxias do Sul, João Félix Andreis, apresentou um breve histórico sobre o Ponto de Cultura Casa das Etnias, cujo prédio pertenceu ao complexo de edificações que formavam a Cantina Antunes, em meados de 1910. Atualmente, a Casa das Etnias abriga também as associações culturais alemã, polonesa e suíço-valesana, além do grupo Miseri Coloni. Andreis também frisou a relevância do encontro e da parceria da Universidade de Caxias do Sul.

Jorge Zás Fernándes, coordenador da Associazione Trentini nel Mondo do Uruguai, recapitulou a criação da Rede Trentina de Universidades e destacou a inovação desta iniciativa, da qual participam os círculos trentinos, através de seus coordenadores. Segundo Fernándes, é necessário que os dirigentes dos círculos trentinos estejam conscientes disso e aproveitem esta oportunidade para criar um trabalho de aproximação com os jovens.
Carlos Trentin, coordenador da Associazione Trentini nel Mondo da Região Centro da Argentina, exaltou o empenho dos membros dos círculos trentinos para participarem do encontro. Trentin parabenizou os organizadores e colaboradores do evento, saudou a participação da Universidade de Caxias do Sul e mencionou a importância da ocasião para a preparação do próximo, que será realizado na Argentina, em 2020.

Roberto Paolazzi, coordenador da Associazione Trentini nel Mondo da América do Sul, falou sobre os projetos realizados pela entidade, nas áreas de educação e de assistência social, na província de Chaco, no norte da Argentina, uma das regiões mais pobres do país. Os programas são destinados a descendentes trentinos, em estado de pobreza ou indigência, e mantidos com o aporte econômico da Província de Trento. Conforme Paolazzi, também cooperativas com projetos de formação para descendentes trentinos, criadas alguns anos atrás e que se ocupam de pessoas não economicamente auto-suficientes, “estão trabalhando muito bem e possuem um futuro enorme”. Ainda segundo o coordenador, é necessário que os círculos sejam um ponto de referência onde se encontram e que contribuam para o desenvolvimento da realidade local, servindo de nexo entre o trentino e Trento, com o apoio da Associazione Trentini nel Mondo.

Armando Maistri, conselheiro da Associazione Trentini nel Mondo, em Trento, na Itália, falou sobre o conceito de reciprocidade, considerando que as ações devam partir, não apenas do Trentino em direção aos 230 círculos no mundo, mas também dos círculos em direção ao Trentino, ramificando-se para toda a rede. Maistri também fez referência a protocolo firmado, na metade do ano passado, segundo o qual todos os consulados de países de língua hispânica deverão ter uma sede em Trento. Isso, segundo o conselheiro, irá gerar benefícios que diminuirão a burocracia consular, nas relações culturais, científicas e comerciais. Outra informação, apresentada por ele, foi a criação de um consórcio empreendedor, com a Trentini nel Mondo, cujo objetivo é se tornar global. 

Cesare Ciola, vice-presidente da Associazione Trentini nel Mondo, inicialmente, transmitiu a mensagem de Iracema Moser Cani, coordenadora geral dos Círculos Trentinos no Brasil. Logo após, Ciola explicou que, da Itália, os círculos não são vistos como ilhas distantes, mas sim como os nós da grande rede mundial que é a Trentini nel Mondo. Segundo ele, trata-se de uma rede de círculos norteada por quatro objetivos operativos: solidariedade e assistência, manutenção da cultura e da memória, relações institucionais e intercâmbio e desenvolvimento econômico.

Giuseppe Zorzi, representando o presidente da Província Autônoma de Trento, Ugo Rossi, primeiramente, saudou os presentes, em nome do presidente e da comunidade trentina em Trento. “Nós sabemos que vocês são os próprios trentinos no mundo”, disse. “Assim como contribuímos para criar a América, agora estamos juntos a contribuir para criar o mundo, também através dos trentinos”, assegurou. Segundo Zorzi, de 1986 a 2015, na Itália, as duas províncias que tiveram o crescimento mais forte foram a de Trento e Bolzano. Ele salientou que para o futuro, embora positivos, não bastam os dados econômicos e que é preciso investir, também, na manutenção da memória, na convivência e na qualidade de vida e, sobretudo, nos jovens.

Também fizeram pronunciamentos, relatando as atividades realizadas, presidentes de Círculos Trentinos do Uruguai e da Argentina. Maria Cristina Simonelli Pinto, representando o presidente do Círculo Trentino de Montevidéu (Uruguai); Teresa Gazza, presidente do Círculo Trentino de Carmelo (Uruguai); Maria De Los Angeles Bernardi Maffei - presidente do Círculo Trentino de Colonia del Sacramento (Uruguai); Beatriz Centi Amado, representando o Círculo Trentino Binacional Rivera/Livramento; Mariano Roca, consultor da Província de Trento na Argentina Região Sul, em nome da presidente Delfina Marta Turrina, do Círculo de Buenos Aires; Rosa Maino, presidente Circulo Trentino La Plata (Argentina); Alejandra Zampedri, presidente do Círculo Trentino Chajary (Argentina).

Do Rio Grande do Sul, informaram sobre suas atuações os presidentes dos Círculos Trentinos de Caxias do Sul, João Félix Andreis; de Garibaldi, Edi Mattuella Debenetti; de Bento Gonçalves, Cleusa Longhi; de Gramado, Diolinda Valentini; de Porto Alegre, Carina Fronza Posenato; de Tapejara, Fabiana Rodigheri; de Sananduva, Vilmar Agostinho Guzzo; de Três de Maio, Irineu Fiorentini; e de São Valentim do Sul, Ildo Ambrosi.

Ao final da reunião, Maurizio Marchese, pró-reitor pelo Desenvolvimento Internacional, e Roberto Napoli, assistente do reitor, ambos da Universidade de Trento, propuseram que a Rede Trentina de Universidades envolva também as famílias trentinas, nos países que participam da rede, com a troca recíproca de hospedagem aos estudantes, italianos e latino-americanos. A proposta teve o apoio do reitor da Universidad de la Empresa, Roberto Brezzo, e do professor da Universidad Nacional de Córdoba, Carlos Barioglio, também presentes ao evento.

O encerramento do encontro ocorreu com o sorteio de uma bolsa de estudos para um curso de quatro semanas na escola de idioma italiano para estrangeiros Edulingua, em San Severino Marche, na Itália. A ganhadora foi Carmen Garibotti, da cidade de Carmelo, no Uruguai.

Após, aconteceu um jantar no salão Quinta Estação Eventos, em Caxias do Sul.

Abertura oficial e Painel na UCS

A abertura oficial do evento foi no Salão de Atos da UCS, na manhã do dia 24, com os pronunciamentos do reitor da UCS, Evaldo Antonio Kuiava, do governador do Estado do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, do vice-presidente da Associazione Trentini nel Mondo, Cesare Ciola, do consultor da província de Trento, Giuseppe Zorzi; do secretário do Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego, Emilio Andreazza, representando o prefeito de Caxias do Sul, e o bispo diocesano de Caxias do Sul, Dom Alessandro Ruffinoni.

O cônsul-geral da Itália em Porto Alegre, Nicola Occhipinti, que não participou do evento por motivo de saúde, enviou uma mensagem, aos presentes, lida pelo reitor da UCS, Evaldo Antonio Kuiava. “Onde tem intercâmbio cultural e econômico, tem paz. Onde tem paz, tem prosperidade. Por estes motivos vocês estão contribuindo em acrescentar o bem-estar em ambos os Países. Por estes motivos todos vocês são também Embaixadores da Itália no Brasil e do Brasil na Itália” – afirmou, em carta, Occhipinti.

Em seu pronunciamento, o governador José Ivo Sartori ressaltou o papel da cultura como instrumento de transformação de um povo. “Temos cerca de três milhões de descendentes de italianos vivendo em nosso Estado, gente que ajudou e ajuda a construir o desenvolvimento, por isso, essa iniciativa merece ser celebrada", enfatizou.

Já o reitor Evaldo Kuiava, reforçou a disposição da UCS em ser parceira da Rede Trentina de Universidades e da importância de preservar os valores e os princípios herdados dos antepassados. “A Universidade é parceira dessa iniciativa, formando alianças com outras instituições de ensino, com o poder público e com a sociedade", assegurou. 

Na cerimônia, a palestra “Sociedades italianas e escolas étnicas no Rio Grande do Sul”, foi proferida pelo professor Gelson Leonardo Rech. 

Após, foi realizado o painel “Rede Trentina de Universidades: Fator de integração educacional entre Brasil, Argentina, Uruguai e Itália”, com os reitores e representantes das universidades que integram a Rede Trentina de Universidades.

Participaram do painel, o reitor da UCS, Evaldo Antonio Kuiava; além do reitor da UCS, o reitor da Universidad de la Empresa, Roberto Brezzo; o diretor da Facultad de Ciencias Médicas de la Universidad Nacional de Mar del La Plata, Adrián Alasino; o representante da Universidade Nacional de Córdoba, Carlos Barioglio; o assistente do reitor da  Università degli Studi di Trento (UniTrento), Roberto Napoli;  pró-reitor pelo Desenvolvimento Internacional da Universidade de Trento, Maurizio Marchese; o vice-presidente da Associazione Trentini nel Mondo, Cesare Ciola; o representante da Província Autônoma de Trento, Giuseppe Zorzi; Elisete Bertollo, coordenadora da  Associazione Trentini nel Mondo do Rio Grande do Sul; e o secretário do Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego, Emilio Andreazza, representando o prefeito de Caxias do Sul.

O presidente do Círculo Trentino de Caxias do Sul, João Félix Andreis, presenteou os painelistas com uma estatueta da miniatura do Monumento do Imigrante de Caxias do Sul. 

À noite, o grupo jantou no Clô Restaurante, da Vinícola Luiz Argenta, em Flores da Cunha.

Encerramento 

O encerramento do evento, dia 25, aconteceu com um tour, iniciando pelos Caminhos de Pedras, em Bento Gonçalves, depois degustação na Cooperativa Garibaldi e visita ao Museu Villa Fitarelli, em Garibaldi. O almoço aconteceu no Salão Comunitário da Nossa Senhora das Neves, em Bento Gonçalves. A comitiva foi recepcionada pelos círculos trentinos de Garibaldi e de Bento Gonçalves.

Patrocinadores do evento

Emata – Empresa Atlântica Agrícola Pastoril (Itacaré – BA) http://www.competitive.com.br
Edulingua – Laboratorio di Lingua e Cultura Italiana (San Severino Marche-Italia) http://www.edulingua.it/
Orquídea – Tondo S/A (Caxias do Sul) http://www.orquidea.com.br/
Roseflor Alimentos – Moinhos Galópolis S.A (Caxias do Sul) http://roseflor.com.br/
Cooperativa Agroindustrial Nova Aliança Ltda (Flores da Cunha) http://novaalianca.coop.br/
Cooperativa Vinícola Garibaldi (Garibaldi) http://www.vinicolagaribaldi.com.br/pt/
Floricultura Guarany (Caxias do Sul) http://www.floriculturaguarany.com.br/
Coisas de Jardim Floricultura (Caxias do Sul)
Nane Doces e Salgados (Caxias do Sul) http://www.nanedocesesalgados.com.br
Cinquetti http://www.cinquetti.com.br (Caxias do Sul)



0 Comentários


Seu comentário