FABIO PORTA CANDIDATO PD

Mostra homenageia imigrantes italianos

A exposição “Nonni di São Paulo”, na Casa de Vidro, no Lago do Café, em Campinas (SP), ficará aberta ao público até 29 de outubro. O horário de visitação é de terça a sexta, das 10h às 12h e das 14h às 17h, e aos sábados das 10h às 14h. A entrada é gratuita. 

Nonni di São Paulo foi realizada pela primeira vez no Museu da Imigração e desde março de 2019 circula cidades do estado de São Paulo. A mostra tem apoio do Consulado Geral da Itália e da Prefeitura de Campinas, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

A curadoria reune 50 depoimentos realizados por Oliviero Pluviano, jornalista italiano radicado no Brasil, com o objetivo de registrar histórias de vida e compor um mosaico dessa imigração para as terras brasileiras, formando um painel da integração entre o país europeu e São Paulo.

Como parte dos personagens cuidadosamente selecionados para a mostra no Museu da Imigração, sendo alguns retratados pela primeira vez em público, os visitantes conhecem histórias de empresários e artistas e têm acesso a relatos envolvendo gastronomia, arte, diplomacia e história. 

“Não importa se nasceram ainda na Itália ou se são descendentes. É irrelevante se falam italiano ou o dialeto de alguma região italiana ou, ainda, somente o português. O que é importante é que tenham uma bonita história para contar, uma narrativa que faça sonhar, que se assemelhe a uma fábula fantástica: a realidade, bem se sabe, é repleta de surpresas e sonhos tanto quanto a fantasia”, comenta Pluviano, que entrevista migrantes italianos, entre 70 e 90 anos, desde 2013.

A exposição, cuja primeira montagem teve o apoio do ProAC e do Consulado Geral da Itália em São Paulo e patrocínio da Bauducco, apresenta a trajetória da Lisena Montanaro, uma das "Mães de São Vito” que embarcou para o Brasil em 1955 dois dias depois de completar 18 anos; de Bruna e Giorgio Maschietto, ambos da região do baixo Vêneto e que chegaram em terras brasileiras em 1955 e 1953, respectivamente.

“Conhecer as histórias dos migrantes, incluindo os caminhos percorridos no país de origem e em seus destinos, é fundamental para se aprofundar e descobrir os mais diversos desdobramentos dos processos migratórios, seja no passado, presente ou futuro. A comunidade italiana, uma das que compõe o mosaico cultural de São Paulo, estará representada nessa mostra por homens e mulheres fortes que têm muito a contribuir com a perpetuação das suas heranças, mas, também, com o incentivo ao respeito envolvendo todos que vivenciam esses deslocamentos”, reflete a diretora executiva do Museu da Imigração de São Paulo, Alessandra Almeida.

Para a edição em Campinas, Oliviero Pluviano realizou uma pesquisa aprofundada e visitou a cidade em entrevistas com vários italianos que escolheram a cidade como seu lar, a partir da década de 50. Venha conhecer mais sobre a presença italiana recente em Campinas, o que complementa o mosaico italiano desta cidade que foi berço da chegada dos italianos ao Brasil, em especial no início do século XX.

Serviço

Mostra “Nonni di São Paulo”

Visita: de terça a sexta, das 10h às 12h e das 14h às 17h; aos sábados das 10h às 14h

Agendamento para grupos: pelo e- mail museudacidade@campinas.sp.gov.br

Local: Casa de Vidro, no Lago do Café. Av. Dr. Heitor Penteado 2145, Parque Taquaral.