Facebook

União Europeia proíbe uso de utensílios plásticos descartáveis

O Parlamento Europeu aprovou, na última quarta-feira (27/03), a proibição do consumo de produtos plásticos nos países que formam o bloco. A lista é formada por dez itens e inclui cotonetes, pratos, canudos, copos, recipientes para alimentos e bebidas. A proibição passa a valer a partir de 2021. O objetivo é diminuir a presença de lixo plástico nos oceanos, rios e lagos, assim como a poluição como um todo.  

O primeiro vice-presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans, responsável pelo desenvolvimento sustentável, disse : "Hoje, demos um passo importante para reduzir a poluição poluidora e plástica em nossos oceanos e mares. Conseguimos isso, podemos fazer isso. A Europa está estabelecendo padrões novos e ambiciosos, pavimentando o caminho para o resto do mundo ".

A comissária Karmenu Vella, responsável pelo ambiente, assuntos marítimos e pescas, elogiou a iniciativa. “Todos devemos estar muito orgulhosos destas novas regras porque combatem a poluição dos plásticos marinhos na sua nascente”, afirmou. “Nossa principal tarefa será assegurar que estas medidas ambiciosas sejam rapidamente implementadas na prática, o que constituirá um trabalho comum para as autoridades públicas, os produtores e os consumidores."

Nas discussões, os parlamentares definiram ainda que 90% das garrafas plásticas sejam coletadas até 2029 (77% até 2025). Há, também, a recomendação para incorporar 25% de plástico reciclado em garrafas PET a partir de 2025 e 30% todas as garrafas plásticas a partir de 2030.

Após esta aprovação do Parlamento Europeu, o Conselho de Ministros finalizará a adoção formal. Este endosso será seguido pela publicação dos textos no Jornal Oficial da União. Os Estados-Membros terão então dois anos para transpor a legislação para o seu direito nacional. (Com informações da Agência Brasil)



0 Comentários


Seu comentário