Cursos Italiano Jurídico 2018

Museu do Papiro Corrado Basile é visita obrigatória em Siracusa 

Museu do Papiro Corrado Basile foi fundado em 1987 por Corrado Basile e Anna Di Natale e está aberto ao público desde 1989, em Siracusa, na Sicília. As peças em exposição permitem ao visitante conhecer a história do papiro, no decorrer dos séculos. Responsável pelo Laboratório de Restauro do Papiro do Museu Egípcio do Cairo, a instituição é uma das poucas existentes que tratam exclusivamente sobre o tema. 

Além da preservação do acervo, o Museu do Papiro Corrado Basile integra programas de pesquisa e desenvolve atividades ligadas ao estudo, à conservação e à divulgação de evidências da cultura do papiro. 

O museu também participa de investigações ligadas à origem do papiro, ao modo de preservação da planta Cyperus papyrus, no rio Ciane (Siracusa), à valorização das tradições históricas ligadas ao papiro, aos estudos sobre as antigas técnicas de fabricação e ao tratamento e conservação de documentos em papiro.

O museu é promotor do "Projeto de restauro e conservação dos papiros" realizado no Museu Egípcio do Cairo, firmado em 1998 (aberto, oficialmente, em 2005), voltado ao restauro e à formação do campo do restauro. O projeto é de Corrado Basile, desenvolvido com a colaboração de Anna Di Natale.

Ato de reconhecimento do governo egípcio ao trabalho desenvolvido pelo Museu do Papiro foi a designação de Corrado Basile como Conselheiro para todos os projetos que se referem ao restauro dos papiros, nos museus e sítios arqueológicos no Egito.

A instituição caracteriza-se por dois aspectos: por um lado, a atividade museológica, realizada por meio da recuperação, preservação e divulgação dos testemunhos da cultura do papiro, em todos os seus aspectos; do outro, a pesquisa científica e histórica, que diz respeito aos estudos sobre a planta, a fabricação e o tratamento do papel de papiro, em diferentes épocas, e sobre os problemas de conservação do antigo papiro.

A exposição do museu é dividida em várias seções, nas quais é possível admirar:

- papiro do século 15 a.C ao século 8 d.C;
- fragmentos de papiro e materiais de madeira carbonizados na erupção do Vesúvio, em 79 dC;
- papiro produzido em Siracusa, desde o século XVIII;
- artefatos em papiro (vasos, sandálias, cordas, esteiras etc.);
- barcos de papiro dos lagos Tana e Zwai (Etiópia) e do Lago Chade;
- ferramentas e materiais;
- herbário contendo guarda-chuvas de Cyperus papyrus L. coletados ao longo do Nilo, no Lago Chade, no lago Hula (Israel) e na Sicília;
- documentação sobre as origens do papiro e sobre a manufatura de papiro em Siracusa e no Egito;
- decorações de parede egípcias que ilustram o papiro e documentam os usos que foram feitos dele.

Horários de abertura:

De maio a setembro:
Terça a Sábado: das 10: 30h às 18: 00h aos 
Domingos e feriados: das 10: 30h às 14: 00h

De outubro a abril:
Terça a domingo: das 09: 30h às 14: 00h
 
Última admissão: uma hora antes do fechamento

Dias de fechamento: 
segunda-feira, 1º de janeiro, 25 de dezembro

Preço do ingresso: 5 euros.

Museu do Papiro "Corrado Basile"

Via Nizza, 14 - Ortigia - 96100 Siracusa
Tel./Fax +39.0931.22100
email: segreteria@museodelpapiro.it 



0 Comentários


Seu comentário