Facebook

Governo italiano prepara projeto para dar novo impulso aos institutos de cultura

É indispensável dar um impulso novo aos institutos italianos de cultura no exterior. A afirmação é do ministro do Exterior, Franco Frattini, que anunciou, juntamente com o ministro para os Bens Culturais, Sandro Bondi,  que o Governo apresentará, em um curto espaço de tempo, um projeto de lei para a reforma destas instituições.

Sempre cogitada, mas nunca levada a efeito, a  reformulação nos institutos de cultura vem resistindo aos diferentes governos que se sucedem na Itália. Como em ocasiões anteriores, as atuais autoridades, a quem compete a iniciativa, limitam-se a declarar a necessidade de alterações, embora não especifiquem quais e de que forma o processo será efetivado.

Na sexta-feira passada, Frattini e Bondi firmaram um acordo para a difusão da língua e da cultura italiana no mundo. Na ocasião, Frattini ressaltou que a cultura do país é um instrumento extraordinário para a difusão e a valorizaão da imagem da Itália, assinalando ainda que a rede de embaixadas e consulados poderão representar um suporte fundamental para as iniciativas que os dois ministérios empreenderão.


Já Bondi deu pistas sobre o papel dos institutos no processo ao frisar que a política do seu ministério se move em dois níveis:  da valorização da oferta cultural no país  à promoção da arte contemporânea, por meio de uma série de projetos de caráter internacional. Nesse contexto disse que se inseria o acordo firmado, junto com a valorização dos institutos de cultura.

Ao fim e ao cabo, resta aguardar a divulgação do projeto para descobrir qual é o impulso que se pretende dar aos institutos